Concepção de Educador

A mentalidade moderna pensa a autoridade como um exercício de poder e de influência sobre os indivíduos. No campo educativo o conceito de autoridade está relacionado com a capacidade de coerência do professor e pela sua preparação acadêmica.

A autoridade que reconhecemos necessária no processo educativo é de um adulto que através do seu envolvimento com os educandos os conduz para conhecer, compreender e aprender. A educação não pode prescindir do exercício da autoridade.

A autoridade é fruto de experiência e competência, mas se conquista, sobretudo com a coerência da própria vida com o envolvimento pessoal, expressão do amor autêntico do educador. O educador é, portanto, uma testemunha da verdade e do bem para os educandos.

Em seu livro Educar é um risco, Luigi Giussani diz que uma autoridade é quem faz crescer, quem gera. Portanto, uma autoridade autentica:

  • Não dá soluções prontas, mas introduz o educando a fazer a experiência dentro da realidade;
  • Valoriza a experiência do educando e lhe oferece novos elementos para julgar e compreender melhor;
  • Abre o horizonte do educando para além de seus interesses particulares;
  • É disponível para aprender também com o educando;

No entanto, o processo educativo não é concluído com a presença da autoridade, o educando deve verificar pessoalmente o valor da hipótese que lhe é oferecida.