Concepção de Criança

É uma pessoa que sabe conhecer, sabe amar, saber construir. Ela tem dentro de si uma atração que a move ao encontro da realidade, uma atração natural, mas que não se revela automaticamente, mecanicamente, de uma maneira instintiva, nem no começo da vida quando os mecanismos instintivos são prevalecentes como mostra a experiência de Sptiz (autor francês que desenvolveu uma pesquisa depois da 2ª Guerra Mundial sobre a importância do relacionamento afetivo para o desenvolvimento da criança).

É um ser que deve ser levado em conta na sua temporalidade  que deve ser tratado historicamente, não se pode pensar à criança em abstrato, fora do tempo e do espaço, precisamos olhar para a realidade da criança em todos os seus aspectos pessoais, familiares e sociais. A criança aprende fazendo, acertando, errando e repetindo. Portanto, a equipe deve realizar um trabalho voltado às necessidades que a criança tem dentro de cada faixa etária específica.

Toda criança revela essas características:

  • É curiosa, aberta a descobrir a realidade;
  • É ativa, aprende, fazendo experiência;
  • É dependente, precisa de alguém que a conduza à liberdade;

Todos esses fatores são integrados entre si; a integridade da pessoa é o conjunto de todas as características ordenadas até conseguir uma meta.

A meta que deve ser realizada não está nas mãos do educador, do professor, cabe à criança realizar a própria felicidade.